Arquivo do blog

Marcadores

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Atenção:

Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra; as imagens deste blog são retiradas da internet, se quiser credito pela autoria ou quiser que remova, é só entrar em contato conosco.

Importante:

As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Seja + Um

Pesquisa

Arquivo

Seguir po Email

Tradutor

Calcule seu IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm

14 janeiro 2017

Ataque isquêmico transitório

Conheça mais

A expressão também é conhecida pode meio da sigla AIT, que significa o entupimento de alguma artéria do cérebro. A conseqüência disso é a queda neurológica. Quem, geralmente, sofre dessa doença sofre com os sintomas por alguns instantes, mas depois se recupera, visto que se trata de um transtorno temporário.

Aqueles que sofrem de diabetes, hipotensão, doença do coração e aterosclerose, por exemplo, aumentam significativamente o risco do aparecimento do AIT. A doença pode se manifestar em pessoas mais jovens, porém é mais comum em pessoas de meia idade, o que agrada consideravelmente com o passar dos anos.

Quais os sintomas?

O AIT é caracterizado pelos seguintes sintomas: dificuldade de se expressar, a língua fica um pouco enrolada, por isso a compreensão fica complicada. Além disso, o portador apresenta visão dupla, enjôo, perda da visão ou audição – parcialmente -, paralisia em um dos braços ou pernas, debilidade, desmaio, perda de sensibilidade, falta de equilíbrio, incontinência urinária, movimentos involuntários, entre outros.

A sensação pode durar de 2 a 30 minutos e, é muito difícil ultrapassar a margem entre 1 e 2 horas. É importante ressaltar que isso vai depender da região do cérebro em que o fenômeno ocorre, ou seja, onde está situada a falta de oxigênio. Esses episódios costumam ser reversíveis e transitórios.

Quais os fatores de risco?

A genética faz parte desse rol de comprometimento, principalmente, se há casos de doenças cardíacas ou Acidente Vascular Cerebral (AVC) na família. Também contribuem para essa manifestação fatores como: tabagismo, diabetes, sedentarismo, infarto, aumento de triglicérides, pílulas anticoncepcionais, obesidade, sedentarismo, drogas ilícitas, álcool, colesterol alto, etc. É válido destacar que as pessoas negras tendem a desenvolver esses sintomas com maior incidência e os homens também são os mais propensos a isso.

É válido mencionar que o ataque isquêmico transitório nada mais é do que um alerta para um possível AVC, segundo especialistas, pelo menos 20% dos casos são originados dessa forma, ou seja, toda a atenção é necessária. Por isso, quanto mais cedo os sintomas forem detectados, melhores serão as chances para se buscar um tratamento, rapidamente.

O que é AVC?

O termo refere-se a um derrame cerebral, ocasionado por conta do rompimento de vasos que levam sangue para o cérebro ou mesmo o entupimento dos mesmos. No primeiro caso, tem-se o AVC hemorrágico e no outro, o isquêmico. Os sintomas são bem parecidos com os do ataque isquêmico transitório, mas há outros distintos como: dor de cabeça súbita, formigamento na face, entre outros.

Ainda sobre as causas

Como mencionado, o AIT é provocado por conta do entupimento das artérias, bem como o rompimento das mesmas. No primeiro caso, o fluxo de sangue fica interrompido por alguns instantes, em função do acúmulo de placas bacterianas, a pressão arterial aumenta consideravelmente e no caso de diabetes, a formação de coágulos acaba bloqueando o trânsito do sangue.

Os coágulos também podem se formar depois de um infarto, isso pode modificar o trajeto de sangue para o coração, gerando insuficiência cardíaca, problemas na válvula cardíaca, entre outros.

Os vasos afetados comprometem o fluxo de sangue e isso pode gerar até motivos raros, quando o assunto é o AIT. Dentre eles: é possível que se acumule células tumorais, bactérias ou mesmo de ar. Ainda existe a possibilidade de algumas doenças aumentarem a coagulação – falciformes e policitemia. As artérias ainda podem ficar inflamadas e as lesões tanto no pescoço quanto na cabeça também podem desencadear a doença.

Como é feito o diagnóstico?

Os especialistas mais indicados nesse caso são os cardiologistas e neurologistas. O profissional, antes de tudo, avalia os sintomas, bem como a permanência dos mesmos. Os exames mais solicitados são: tomografia computadorizada da cabeça. Radiografia tórax, eco cardiograma, ultrassom Doppler, eletrocardiograma, triglicérides, colesterol, entre outros.

Tratamento

O procedimento a ser tomado vai depender muito do avanço da doença, pois pode ser desde uma cirurgia ou mesmo uma medicação para diminuir a coagulação no sangue. Os especialistas podem indicar os antiplaquetários – produção de plaquetas, e, anticoagulantes – diminuem o risco de coágulos.

Ainda, dependendo do caso, são indicados tratamentos como endarterectomia – cirurgia preventiva ou angioplastia – implante de um pequeno tubo, no intuito de manter as artérias sempre abertas.

Prognóstico

Depois dos procedimentos, o paciente precisa fazer uma readequação ao seu estilo de vida. Ou seja, quem fuma precisa deixar de fumar e ainda deve ficar longe de quem fuma. Outra atitude é reduzir ao máximo a quantidade de álcool consumida ou mesmo eliminar de ver esse tipo de prática. É importante manter o peso em dia, praticar exercícios físicos, inclusive, fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, colesterol controlado, etc.

Algumas dessas dicas também valem para quem quer evitar o problema, ou seja, a prevenção é adquirida a partir de hábitos mais saudáveis, limitação do sódio, controle do diabetes, dieta equilibradas, reduzindo, consideravelmente o consumo de gorduras e aumentado a quantidade daqueles alimentos que trazem maior equilíbrio para a saúde.



←  Anterior Proxima  → Inicio

Junte-se aos Amigos

Leve-me!!

Saúde Um Desafio - Sua saúde, seu bem estar!

Calcule o seu IMC

Calculadora de IMC HTML
Peso (em Kg)

Altura (em Cm)




IMC

Avaliacao do IMC


Calculadora IMC

Curta-nos no Facebook

Adicione-me no Google+

Siga-me!!

Postagens populares

Marcadores

 
▲Topo