Arquivo do blog

Marcadores

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Atenção:

Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra; as imagens deste blog são retiradas da internet, se quiser credito pela autoria ou quiser que remova, é só entrar em contato conosco.

Importante:

As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Seja + Um

Pesquisa

Arquivo

Seguir po Email

Tradutor

Calcule seu IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm

21 setembro 2016

Saiba como tratar uma fratura na coluna causada pela osteoporose

Conheçam quais são os tratamentos mais indicados para pessoas que tenham algum tipo de fratura na coluna por causa da osteoporose


A Osteoporose é uma doença metabólica que causa redução da massa óssea, levando o paciente a um grande aumento no risco de fratura após um trauma, mesmo os de pequena intensidade, o que pode ocasionar até mesmo fraturas espontâneas. 

A osteoporose acomete mais frequentemente, idosos e mulheres, principalmente brancas ou asiáticas, de maneira mais frequente após a menopausa. A estimativa é de que cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. 

Aproximadamente 75% dos diagnósticos são realizados somente após a primeira fratura na coluna ou em outra parte do corpo, quando a doença já está em estágio avançado. No Brasil 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose são registradas anualmente.

Estima-se que cerca de 30% das pessoas que sofrem de osteoporose tem algum sintoma relacionado a essa doença. As fraturas costumam ocorrer em um terço das mulheres com osteoporose que atingem os 50 anos e em metade daquelas que chegam aos 60 anos. 

Entretanto, acredita-se que apenas 1 em cada 4 pacientes com fratura osteoporótica recebe o tratamento adequado. Além disso, o risco de novas fraturas é de 27% em cada ano subsequente, o que mostra a importância do correto tratamento dessa doença.

As fraturas mais comuns em pacientes com osteoporose são as de vértebras (ossos da coluna vertebral), que chega a 50%. Tais fraturas, geralmente na coluna lombar ou torácica, podem causar dor nas costas, deformidade progressiva (geralmente um aumento da cifose, formando uma corcunda) e diminuição da estatura, além de distúrbios neurológicos devido à compressão da medula ou de nervos.

Em muitos casos esse tipo de fratura na coluna pode ser tratada com o uso de coletes e analgésicos, além do tratamento da própria osteoporose. Porém, em alguns casos, não se consegue tratar a dor de maneira satisfatória ou ocorre um aumento do grau de achatamento da vértebra sendo necessário a realização de outro tipo de tratamento: o cirúrgico.

Tratamentos para fratura na coluna         

Dentre as opções de tratamento cirúrgico dois se destacam por serem considerados minimamente invasivos: a Vertebroplastia e a Cifoplastia. 

Tais técnicas também podem ser utilizadas no tratamento de fraturas da coluna causadas por outras doenças que não a osteoporose, como tumores.

Ambos são procedimentos realizados no centro cirúrgico onde, com auxilio de Raio-X continuo (Radioscopia), é introduzida uma cânula, através de uma pequena incisão, dentro da vértebra fraturada que, em seguida, é preenchida com polimetilmetacrilato (um tipo de acrílico). 

Este acrílico irá aumentar a resistência da vértebra fraturada ocasionando alivio da dor e manutenção da altura da vértebra.

Na Vertebroplastia é realizado o preenchimento com o acrílico logo após a introdução da cânula. Entretanto, na Cifoplastia, antes do preenchimento da vértebra é realizada a dilatação de um tipo de balão no interior do osso para obter uma diminuição do achatamento da vértebra e correção da angulação da mesma (cifose). 

A Vertebroplastia pode ser realizada com anestesia local e sedação e a Cifoplastia geralmente é realizada com anestesia geral. Não há necessidade de realizar grandes cortes nem comprometimento estético. 

Geralmente o paciente fica internado apenas 1 dia, podendo voltar a caminhar no dia seguinte, sem necessidade do uso de colete na maioria dos casos.

Os resultados mostram melhora significativa da dor em 75% a 90% dos pacientes após a realização da Vertebroplastia e da Cifoplastia para tratar a fratura na coluna. Atualmente ambos são considerados procedimentos seguros quando bem indicados e realizados por um profissional habilitado e especializado. Após a cirurgia é fundamental que o paciente seja submetido ao tratamento da Osteoporose, pois, somente assim, pode-se diminuir o risco de novas fraturas.

Se você notou diminuição da altura (geralmente maior que 3 cm), sente dor nas costas ou está ficando corcunda procure seu médico para verificar se você tem fratura na coluna. 

Entretanto, destaco a importância da prevenção das fraturas e tratamento da Osteoporose. Os fatores de risco para desenvolvimento da osteoporose são vários. 

Alguns deles são: sexo feminino, menopausa, magreza, desnutrição, história familiar de osteoporose, idade maior que 50 anos, uso de corticoides, uso de esteroides, álcool, sedentarismo, tabagismo, dentre outros.

Se você acredita que tem algum fator de risco para a osteoporose, ou se ficou com alguma dúvida, procure seu médico para maiores esclarecimentos. 

Lembre-se: a melhor forma de “tratamento” das fraturas é a prevenção!



←  Anterior Proxima  → Inicio

Junte-se aos Amigos

Leve-me!!

Saúde Um Desafio - Sua saúde, seu bem estar!

Calcule o seu IMC

Calculadora de IMC HTML
Peso (em Kg)

Altura (em Cm)




IMC

Avaliacao do IMC


Calculadora IMC

Curta-nos no Facebook

Adicione-me no Google+

Siga-me!!

Postagens populares

Marcadores

 
▲Topo