Arquivo do blog

Marcadores

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Atenção:

Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra; as imagens deste blog são retiradas da internet, se quiser credito pela autoria ou quiser que remova, é só entrar em contato conosco.

Importante:

As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Seja + Um

Pesquisa

Arquivo

Seguir po Email

Tradutor

Calcule seu IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm

12 julho 2016

Alimentação viva: Estilo de vida saudável e muito saboroso! Veja como seguir

A alimentação viva é um estilo de vida de quem se preocupa com o seu bem-estar físico e mental, aproveitando, integralmente, tudo aquilo que a natureza tem a nos oferecer.

É consumir os alimentos sem cozinhar, grelhar, refogar ou assar, realçando os sabores mais genuínos de cada fruto. Veja os benefícios de seguir essa ideologia para a sua saúde!

Você já ouviu falar da alimentação viva? É um estilo de vida que consiste em destacar os sabores naturais, oriundos da natureza, para usufruir os nutrientes disponíveis nos alimentos. 

Consumir de forma in natura tem se tornado cada vez mais comum para pessoas que seguem a linha da alimentação saudável e busca o bem-estar físico em mental a partir de tudo aquilo que o meio ambiente nos oferece. Entenda mais sobre essa prática, seus benefícios, principais ingredientes, e funcionalidades para nossa rotina alimentar.

A alimentação viva ou crudivorismo, como também é conhecida, é uma forma de estarmos mais próximo da natureza. É consumir os alimentos sem cozinhar, grelhar, refogar ou assar, realçando os sabores mais genuínos de cada fruto. 

Esse tipo de refeição está entre as 6 formas de seguir o vegetarianismo e inclui, em seu cardápio, os alimentos crus, secos, frescos, vegetais, algas, sementes e grãos germinados. 

"Quando consumimos os alimentos vivos, ou seja, crus, da forma que a natureza nos oferece, estamos nos abastecendo de nutrientes da forma mais eficaz e pura", ressalta a nutricionista Paola Lisboa.

Quais são os principais benefícios da alimentação viva?


Gorduras boas: A alimentação viva não utiliza gorduras saturadas, somente óleos de coco e de abacate, azeite, sementes de chia e linhaça, nozes e macadâmias. Devem ser consumidos crus, proporcionando ao corpo um melhor funcionamento celular, melhorando funções neurológicas e prevenindo doenças inflamatórias.

Vitaminas e fito nutrientes: Os nutrientes são melhores absorvidos, ajudam na prevenção de doenças crônicas, melhoram a função celular, garantem a saúde do intestino e aumentam a imunidade do organismo.

Hidratação: Na alimentação viva, os alimentos possuem uma grandiosa quantidade de água, que é capaz de hidratar mais o nosso organismo.

Folhas: Todas as folhas, como couve, espinafre, agrião, salsa são fontes riquíssimas em minerais e proteínas, trazendo benefícios para a saúde do corpo de uma forma geral.

Frutas: Banana, morango, manga, abacaxi e uva, por exemplo, são frutas ricas em vitaminas e fornecem o sabor doce a muitos pratos. Por também serem fontes de fibras, ajudam a proporcionar saciedade, impedindo a gula.

Fontes de clorofila: Presente em todas as plantas de coloração verde, a clorofila tem o poder de agir na circulação e fazer a oxigenação celular. Por ser rica em magnésio, o mineral atua no processo de equilíbrio ácido básico do corpo.

Grãos: Trigo sarraceno, trigo em grãos, grão de bico e lentilha são boas fontes de fibra para o nosso organismo, garantindo a saúde do intestino.

Enzimas: Fonte de energia, as enzimas vegetais ajudam o organismo a funcionar melhor e auxiliam na digestão.

Retarda o envelhecimento: Com a alimentação mais natural, livre de conservantes e produtos industrializados, a pele, o cabelo e o organismo se tornam mais saudáveis com a alimentação viva.


Equilíbrio: A alimentação viva é totalmente alcalina, gerando a condição ideal para o sangue e, portanto, para o funcionamento celular, além de ajudar na eliminação de toxinas presentes no organismo.

O que comer na alimentação viva?

Frutas: Limão, coco, banana, abacate e laranja, não podem estar de fora da sua lista de compras. São fontes de vitaminas A e C e sais minerais extremamente importantes para o nosso bem-estar. As frutas secas também são boas fontes de nutrientes e ótimas alternativas no crudivorismo.

Vegetais: Tais como abobrinha, couve, tomate, espinafre, alface, pepinos, cebola, tomate e pimentões, são alimentos que ajudam a completar o quadro nutricional necessário para o organismo.

Oleaginosas: Castanha-do-pará, nozes, amêndoas e as sementes (girassol, chia, linhaça e abóbora) são fontes de gorduras boas e ajudam a prevenir inflamações no corpo.

Ervas: Manjericão, alecrim, orégano e menta proporcionam um sabor todo especial ao prato, trazendo frescor, vitamina C, além de cálcio, ferro e potássio, minerais essenciais para o bem-estar.

Adoçantes naturais: Stevia, mel e agave são utilizados na alimentação viva e ajudam a prevenir os danos causados pelo açúcar branco. Funcionam como um antibiótico natural tem poderes anti-sépticos, fortificantes, calmantes, diuréticos e antibacterianos.

*Uma boa dica na hora de se adaptar ao estilo de vida é optar pelos alimentos da safra, por terem preços mais acessíveis e estarem mais saudáveis e naturais.



←  Anterior Proxima  → Inicio

Junte-se aos Amigos

Leve-me!!

Saúde Um Desafio - Sua saúde, seu bem estar!

Calcule o seu IMC

Calculadora de IMC HTML
Peso (em Kg)

Altura (em Cm)




IMC

Avaliacao do IMC


Calculadora IMC

Curta-nos no Facebook

Adicione-me no Google+

Siga-me!!

Postagens populares

Marcadores

 
▲Topo