Arquivo do blog

Marcadores

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Atenção:

Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra; as imagens deste blog são retiradas da internet, se quiser credito pela autoria ou quiser que remova, é só entrar em contato conosco.

Importante:

As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Seja + Um

Pesquisa

Arquivo

Seguir po Email

Tradutor

Calcule seu IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm

03 agosto 2015

7 doenças raras, mas reais, que acometem os homens com frequência

Estudos apontam que os homens são mais suscetíveis a ter doenças graves e crônicas. Veja algumas doenças raras que ocorrem nos homens e exigem atenção e cuidado. Doenças raras são as enfermidades que acometem até 65 pessoas num grupo de 100 mil e que no Brasil estima-se que 15 milhões de pessoas possuem algum tipo de doença rara.

Estudos também apontaram que os homens são mais suscetíveis a ter doenças graves e crônicas. Dados do IBGE mostram que "os homens morrem mais cedo do que as mulheres e a expectativa de vida, para eles, são de 71 anos e para as mulheres, em média, é 78,3 anos”.

Quando pensamos quais doenças podem afligir os homens logo pensamos no câncer de próstata e nos baixos níveis de testosterona, mas essas não são as únicas. As doenças a seguir, embora raras, ocorrem nos homens e exigem atenção e cuidado. Fique atento!

1. Pedras na bexiga
Menos comum do que as pedras nos rins, elas são “pedaços duros de minerais acumulados” na bexiga que se desenvolvem quando a urina é muito concentrada e que, apesar de não apresentarem sintomas, "causam dores na região inferior do abdômen, vontade frequente de urinar com dor, urina turva ou com sangue, e até mesmo dor no pênis", diz S. Adam Ramin, MD, urologista e fundador dos Especialistas de Câncer Urológico em Los Angeles, Califórnia. Ele ainda explica que o maior fator de risco é a “dificuldade para esvaziar completamente a bexiga para os homens com a próstata alargada, dano nervoso, inflamação ou pedras nos rins”. Segundo Providence Health & Services, as pedras pequenas até passam por conta própria, mas as maiores precisam de intervenção médica com cirurgia ou um procedimento que utiliza ondas ultrassônicas ou um laser para quebrar as pedras.

2. Varicocele ou varizes do testículo
O Dr. Ramin explica que Varicocele é um ajuntamento de veias dilatadas ou varicosas no escroto, parecida com as varizes que ocorrem nas pernas, que isso pode resultar na diminuição da qualidade e quantidade do esperma, embora nem toda varicocele leve a problemas de fertilidade. A maioria dos homens com varicocele não tem sintomas e não necessitam de tratamento, não existe nenhum fator de risco comprovado cientificamente, mas se a condição está causando dor ou afetando a capacidade de um homem de ser pai, ela pode com frequência ser reparada cirurgicamente. Este é um problema que afeta 15% dos homens, segundo a Urology Care Foundation.

3. Câncer de mama masculino
Os homens também podem desenvolver essa doença, com menos de um por cento dos casos, de acordo com a Breastcancer.org, o risco é cerca de um em cada mil homens ao longo da vida que irão desenvolvê-la, a maioria após os 60 anos. Tal como nas mulheres, Paul Gittens, MD, professor assistente e diretor de disfunção sexual, fertilidade masculina, e andrologia do Centro Médico Montefiore e do Colégio de Medicina Albert Einstein em Nova Iorque e diretor e fundador do Centro de Medicina Sexual Filadélfia, diz que os homens descobrem que tem a doença por sentir um caroço e o diagnóstico pode ser feito com uma mamografia ou ultrassonografia. O fator de risco para se desenvolver a doença incluem histórico familiar, exposição à radiação, altos níveis de estrogênio e algumas doenças genéticas. A taxa de cura, segundo a American Câncer Society, em cada fase do câncer é semelhante à das mulheres.

4. Hematúria
O Dr. Ramin explica que a Hematúria pode ter várias razões para ocorrer, mas a possibilidade é maior em pessoas que se exercitam vigorosamente, como corredores de longa distância. As causas podem ser o equilíbrio de fluidos do corpo, o rompimento das células sanguíneas ou trauma da bexiga. Ele sugere, aos corredores, urinar meia hora antes de correr, em vez de fazê-lo logo antes, para que um pouco do líquido permaneça na bexiga e ajude a amortecer as paredes do trauma. Porém ele ainda aconselha, "independentemente de qualquer suspeita, qualquer homem que tenha sangue em sua urina deve consultar um profissional médico para excluir causas mais sérias como pedras nos rins e câncer”.

5. Câncer de testículo
De acordo com a American Câncer Society, essa doença atinge um em 263 homens no início dos 30 anos, mas ela também pode ser desenvolvida quando criança, na adolescência ou depois de 55 anos. A doença é descoberta ao se sentir um caroço. O tratamento, diz Ryan Berglund, MD, professor assistente de cirurgia na Clínica Cleveland, em Ohio, "envolve a remoção do testículo e, possivelmente, mais cirurgia, radioterapia ou quimioterapia." Ele garante que com o uso de tratamentos de última geração as taxas de sobrevivência são maiores do que 95 por cento. "É uma verdadeira história de sucesso no tratamento do câncer", diz Dr. Berglund.

6. Transtorno de compulsão alimentar
National Association of Anorexia Nervosa and Associated Disorders diz que esse transtorno afeta os homens tanto quanto as mulheres, 40 por cento das pessoas que a desenvolvem, cerca de três milhões, são homens. Segundo a Dra. Wendy Oliver-Pyatt, MD, diretora executiva e diretora médica no Centro Oliver-Pyatt em South Miami, Florida, essa compulsão alimentar está associada a três ou mais dos seguintes hábitos: comer muito rapidamente, comer mesmo depois de ter-se sentido satisfeito, comer muito quando não se está com fome, comer em segredo para esconder o quanto está sendo consumindo, e sentir-se culpado depois de uma bebedeira. O tratamento ela diz que "deve começar com uma avaliação psicológica, psiquiátrica e médica e pode incluir medicamentos psiquiátricos, terapia nutricional, terapia de exposição, treinamento da mente e terapia familiar”.

7. Doença de Peyronie
Diagnosticada pela primeira vez em 1743, essa doença resulta da uma calcificação ou acúmulo de placa que faz com que o pênis fique dobrado ou curvo que pode levar a condições como encurtamento do pênis, disfunção eréctil, e a incapacidade de penetrar durante o ato sexual por causa do ângulo. Segundo a Urology Care Foundation, ela afeta de 1 a 23 por cento dos homens entre 40 e 60 anos e a causa pode ser um trauma no pênis juntamente com uma disposição genética. O tratamento Dr. Gittens diz que varia e pode incluir uma medicação injetada, medicações orais, ou cirurgia, dependendo do indivíduo.

Saber sobre essas doenças que acometem os homens, uma vez que são raras, é um passo importante para uma saúde e qualidade de vida melhor.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Junte-se aos Amigos

Leve-me!!

Saúde Um Desafio - Sua saúde, seu bem estar!

Calcule o seu IMC

Calculadora de IMC HTML
Peso (em Kg)

Altura (em Cm)




IMC

Avaliacao do IMC


Calculadora IMC

Curta-nos no Facebook

Adicione-me no Google+

Siga-me!!

Postagens populares

Marcadores

 
▲Topo