Arquivo do blog

Marcadores

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Atenção:

Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra; as imagens deste blog são retiradas da internet, se quiser credito pela autoria ou quiser que remova, é só entrar em contato conosco.

Importante:

As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Seja + Um

Pesquisa

Arquivo

Seguir po Email

Tradutor

Calcule seu IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm

04 julho 2015

Salsichas: Porque elas fazem tão mal para sua saúde?

Quem resiste a um saboroso hot dog? Eles podem até ser deliciosos, porém não deixam de ser perigosos à saúde. As salsichas vêm sendo apontadas como as grandes vilãs da alimentação moderna e seu consumo deve ser reduzido ao máximo possível. Conheça os reais motivos pelo qual você deve excluí-la de sua alimentação.

Pesquisas dizem que comer carne processada aumenta os riscos de uma morte prematura. Será que isso significa que temos de excluir as salsichas de nossa alimentação? As salsichas sempre foram conhecidas como os alimentos nem um pouco saudáveis.

Mas o que realmente as torna tão perigosas? Todo esse alarde é graças aos produtos químicos chamados nitritos e nitratos, que uma vez no corpo podem ser convertidos em compostos causadores de câncer.
Estes, de acordo com o “Câncer Research”, ocorrem naturalmente em carnes vermelhas, mas também muitas vezes são adicionados durante o processamento de carnes em conserva, como no caso da salsicha.

Além disso, toda carne vermelha também contém um pigmento vermelho chamado “haems”, que, uma vez no intestino, pode ser dividido para formar compostos nitrosos, os quais são conhecidos causadores de câncer.

Além disso, o “haems” pode irritar ou danificar as células que revestem o intestino, o que pode levar a eles a divisão mais rápida – exatamente o tipo de ação que tem mais chances de aumentar o risco de desenvolver câncer.

A combinação das duas, bem como seu elevado teor de gordura e sal, também associados ao aumento do risco de câncer, levaram especialistas a sugerir um consumo reduzido tanto de carne vermelha, como de carne processada.

Não se trata de baixa qualidade da carne. Neste caso, o problema é o que foi adicionado a ela. Outro problema a ser ressaltado é o excesso de sal, que tem sido associado a um risco aumentado do desenvolvimento de câncer de estômago, por exemplo.

Embora um elevado teor de carne seja geralmente um indicador de uma salsicha de melhor qualidade (salsichas contém pelo menos 70% de carne), isso significa que também haverá menos de outros ingredientes que podem reduzir o teor de gordura de carne, tais como cereais, frutas e legumes, muitas vezes adicionados às salsichas modernas para alterar o seu sabor (como o alho-poro ou a maçã).

Há muitas coisas que você pode fazer para reduzir o risco de câncer, mas, infelizmente, a compra de salsichas caras (de melhor qualidade) não é uma delas. Cara ou barata, nossa dica é que você reduza o seu consumo ao máximo.

Como posso consumir uma salsicha “mais saudável”?
Para começar, escolha salsichas frescas e verifique sua lista de ingredientes: quanto menos, melhor. Em termos de saúde geral, procure salsichas com gordura saturada e relativamente com baixo teor de sal – ou, melhor ainda, salsichas de frango.

A salsicha certamente será pouco pior para sua saúde cardiovascular, se você a grelhar, ao invés de fritar, mas fazendo isso terá pouco efeito em suas propriedades cancerígenas.

E as outras carnes curadas? Também são ruins?
Sim, os presuntos de Parma, carpaccios e salames também são carnes curadas e magras, porém não deixam de ser carne vermelha. Os sais utilizados no processo de cura (nitrato de sódio) têm uma poderosa função antibacteriana que impede micróbios nocivos, tais como a toxina do botulismo de crescer sobre a carne à medida que amadurece, porém eles também têm sido associados a um risco aumentado de câncer.

E a carne curada de peixe, também é perigosa?
Não há nenhuma evidência que indique que comer peixe ou frango, defumado ou não defumado, aumente o risco de câncer. Há algumas evidências de que se você substituir as carnes vermelhas, curadas ou não, por peixes, aves, feijões e lentilhas, o efeito poderá ser benéfico.
Então quando puder, opte sempre pelos peixes ou frangos para manter uma boa alimentação.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Junte-se aos Amigos

Leve-me!!

Saúde Um Desafio - Sua saúde, seu bem estar!

Calcule o seu IMC

Calculadora de IMC HTML
Peso (em Kg)

Altura (em Cm)




IMC

Avaliacao do IMC


Calculadora IMC

Curta-nos no Facebook

Adicione-me no Google+

Siga-me!!

Postagens populares

Marcadores

 
▲Topo